Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Outubro 23 2009

 
Neste ano de 2009, comemora-se o Centenário de Nascimento de Dalcídio Jurandir, romancista nascido em Cachoeira do Arari, Arquipélago do Marajó (Antiga Ilha Grande de Joannes), Estado do Pará. Autor do célebre romance “Chove nos Campos de Cachoeira”, vencedor em 1940, do Prémio Dom Casmurro de Literatura, da Editora Vecchy , tendo sido lançado em 1941, na cidade do Rio de Janeiro.
 Contemporâneo de Drumond de Andrade, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Clarisce Lispector e Eneida, dentre outros, que lhe atribuem os melhores elogios pela excelência das suas obras reconhecidas internacionalmente.
 Trabalhou na comunicação social como redactor do semanário político Diretrizes. Colaborou com o Diário de Notícias, Correio da Manhã e Revista Leitura. O jornal A tribuna Popular e as revistas O Cruzeiro e A Classe Operária, foram periódicos onde emprestou sua colaboração. Produziu texto publicitários em legendas para filmes de educação sanitária, através da Fundação Especial de Saúde Pública -SESP.
 O seu livro “Linha do Parque”, é lançado em Moscou, no ano de 1962. Dez anos após, a Academia Brasileira de Letras lhe atribui o Prémio Machado de Assis, em reconhecimento ao conjunto das 10 obras que publicou, tendo sido saudado por Jorge Amado.
 Com o romance “Belém do Grão Pará”, conquistou os prémios Paula Brito, da Biblioteca Guanabara e Luiz Cláudio de Souza, do PEN Club do Brasil.
 O Governo do Estado do Pará lhe outorgou o título de “Honra ao Mérito” no ano de 1974, em cerimónia concorridíssima na Assemblea Legislativa.  
Em 1979, Dalcídio faleceu no Rio de Janeiro, legando a posteridade o valioso tesouro dos seus trabalhos literários. Está sepultado no Cemitério São João Batista, do Rio de Janeiro.
 Como homenagem póstuma a Publicações Europa América, em Lisboa, reedita o romance “Belém do Grão Pará” com prefácio do escritor português Ferreira de Castro, do qual destacamos esta parte do trecho: “Belém do Grão Pará, obra que revela a Portugal um grande escritor. Dalcídio Jurandir nasceu numa grande ilha no delta do Amazonas,  uma gigantesca presa verde na boca aberta de incomensurável serpente cor de barro”. Lisboa, Maio de 1974.
 É considerado o último testemunho do escritor lusitano que faleceu em Junho do mesmo ano, na capital lisboeta.
As obras de Dalcídio Jurandir são leituras obrigatórias nas Universidades e Escolas Secundárias do Estado do Pará.
Lisboa, 17 de Março de 2009.

publicado por appoetas às 13:07

Outubro 15 2009

Círio de Nazaré (autor desconhecido)  

Que lugar é esse?

Em que todos os papagais voam,

Uns de pena, outros de papel de seda colorido,

Onde, como já disse o poeta, rios são ruas...

 

Avenidas, talvez... e que outro poeta tão belamente acrescentou,

 

Donde "um curumim assiste da canoa, um Boeing riscando o vazio" !

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Onde égua é pai-d'égua,

 

São muito mais do que eqüinos,

 

Onde, apesar do calor de trinta e poucos graus,

 

Nos deliciamos com uma iguaria chamada tacacá,

 

Servida, fumegante, pelas esquinas da cidade.

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Em que a Coca-Cola divide espaço com Cupuaçus, Bacuris,

 

Taperebás e outros sucos de exóticos sabores.

 

Em que o açaí, dito energético pelo Brasil inteiro,

 

Nos faz desfalecer em uma preguiçosa sesta.

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Em que, do alto de modernos prédios, podemos vislumbrar antigas construções,

 

Túneis de mangueiras e matas fechadas.

 

Onde podemos sentir o cheiro da chuva,

 

Que antes tinha hora certa, mas que sempre chega,

 

E, apesar de ter perdido a pontualidade, continua charmosíssima.

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Onde o maior dos engarrafamentos dura apenas 30 minutinhos,

 

Onde podemos sair sozinhos, na certeza de que encontraremos um amigo.

 

Seja no charmosíssimo Bar do Parque, no belo Forte do Presépio ou em uma das belíssimas praças, onde as crianças não pulam amarelinha, pois preferem pular macaca.

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Onde o longe fica a apenas 50 minutos de distância.

 

O aipim é macaxeira, a maniçoba é uma espécie de feijoada muuuuuito especial.

 

E, a Estação das Docas e o Ver-o-Peso, são motivos de um enorme orgulho.

 

 

 

Que lugar é esse?

 

Que faz o mês de outubro ser tão especial quanto dezembro,

 

Por conta de uma pequena imagem.

 

Que nos faz chorar por mover milhões, homens e mulheres,

 

De raças, idades e credos diferentes.

 

E que tem em comum, apenas um enorme sentimento de esperança.

 

 

 

É esse lugar, tão peculiar, que nos orgulha de sermos o que somos.

 

Essa mistura de raças, sons, cores e sabores.

 

Afinal, orientais, europeus, negros e índios aqui se encontraram,

 

Com uma pitada de pimenta de cheiro, piprioca,

 

patchouli e um encantamento amazônico.

 

 

 

Aqui estamos nós: Um povo alegre, caloroso e hospitaleiro.

 

E muito feliz de ser, definitivamente, Paraense!

 

 

(ENVIADO POR ANETE FERREIRA)

publicado por appoetas às 16:30

Outubro 03 2009

 

Convite
A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e o Fórum Landi da Universidade Federal do Pará convidam V. Exª. a participar do
I COLÓQUIO LUSO-AMAZÓNICO
Literatura entre Rios
 
O Universo de Dalcídio Jurandir (1909-1979) no centenário de nascimento do
romancista da Amazónia
 
A ser realizado no dia 6 de Outubro de 2009, das 16 às 18 horas, no Auditório 2 (torre B, 3º piso) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
 
 
 
PROGRAMAÇÃO
Abertura
Prof. Dr. João Sàágua, Dir. da FCSH-UNL (Presidente da mesa)
Embaixador Lauro Moreira (Chefe da Missão do Brasil junto à CPLP):
Profª. Drª. Isabel Mendonça, Directora da ESAD-FRESS (Representante do Fórum Landi)
Prof. Dr. Rafael Moreira, FCSH-UNL (Moderador)
Comunicações
Investigadora Anete Costa Ferreira (Fórum Landi):
Palestra “Os Lugares de Dalcídio Jurandir – Marajó, Gurupá, Belém e Rio de Janeiro”.
Investigador Edilson Motta (CHAM, Fórum Landi):
Palestra “A Fisionomia Amazónica e a obra Dalcidiana”.
Embaixador Lauro Moreira (Chefe da Missão do Brasil junto à CPLP): Declamação de poemas de Dalcídio Jurandir e de Carlos Drumond de Andrade.
 
 
 
 

Embaixada do Brasil em Lisboa - http://www.embaixadadobrasil.pt
publicado por appoetas às 18:31

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO